< Clássico Barcelona e Real Madrid é hoje - Esporte
Notícias
Esporte

10/12/2011 09:43

Clássico Barcelona e Real Madrid é hoje

Clássico Barcelona e Real Madrid é hoje

Clássico Barcelona e Real Madrid

O Real Madrid beliscou a Copa do Rei, mas as conquistas do Barcelona no Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Supercopa deixaram claro que o time do momento ainda é o de Lionel Messi. Neste sábado, no entanto, os merengues têm grande oportunidade para se consolidarem como maior força na atual temporada. Se vencerem o superclássico contra o maior rival, a partir das 19h (de Brasília), no Santiago Bernabéu, pela 16ª rodada, Cristiano Ronaldo e companhia abrirão uma vantagem de seis pontos - com um jogo a menos por conta do Mundial de Clubes – e serão os protagonistas da vez. O GLOBOESPORTE.COM acompanhará o jogão em Tempo Real a partir das 18h50m.
Tamanha superioridade, caso confirme o triunfo diante do Sevilla no outro fim de semana, seria inédita nos últimos anos. Em quatro dos últimos cinco campeonatos, o título foi decidido pelos resultados do clássico. Em 2006/2007, por exemplo, Real e Barça encerraram as 38 rodadas com exatos 76 pontos, mas o troféu foi para os merengues, que levaram a melhor no confronto direto (uma vitória e um empate). Se tivesse repetido os resultados em 2010/2011, a equipe de José Mourinho também seria a campeã – foi goleada por 5 a 0 no Camp Nou e apenas empatou no returno – É um raciocínio lógico. Suponhamos que abra nove pontos. Tem mais de um turno inteiro pela frente. A distância seria espetacular para o Real Madrid, mas não se pode abrir mão de um possível declínio quando as demais competições se afunilarem. Como admirador do Barcelona, jamais vou dizer que já está morto caso perca. E diria o mesmo se a situação fosse inversa. São os dois melhores times do mundo – disse o comentarista Lédio Carmona, do SporTV.
Recorde de vitórias?
O Real Madrid poderá ainda quebrar uma importante marca: alcançar 16 vitórias seguidas em jogos oficiais e superar o time de 1960/1961, que contava com Di Stéfano e Puskas. Desde a goleada por 6 a 2 sobre o Rayo Vallecano, no dia 24 de setembro, os merengues marcaram 57 gols e sofreram apenas nove. Os números comprovam o ótimo momento do time da capital.
– A fase do Real é melhor, não tem como dizer que não é favorito. Joga em casa e, depois de algum tempo sofrendo, conseguiu equilibrar as ações contra o Barcelona, já tem a fórmula para jogar diante do rival. O equilíbrio está estabelecido nessa temporada. Quem gosta de um bom futebol não vai ter crise de abstinência nesse início de férias no Brasil. Pode ter certeza – garantiu o comentarista.

Em campo, o tom é de mistério. A imprensa espanhola passou a semana especulando sobre as escalações de Josep Guardiola e José Mourinho. O Barcelona tem duas opções: utilizar o já conhecido 4-3-3, com todas peças à disposição, ou mudar para o 3-4-3, abrindo espaço possivelmente para a entrada de Cesc Fàbregas. Fato é que irá viajar direto de Madri para o Japão, onde disputará o Mundial de Clubes a partir da próxima quinta-feira.
No Real, ao menos o esquema já é sabido. Enquanto Mourinho se ausentava da entrevista coletiva na véspera do jogo, o auxiliar Aitor Karanka confirmou o 4-3-3. Cristiano Ronaldo e Di María são os únicos do setor ofensivo garantidos. Benzema e Higuaín disputam uma vaga como centroavante, e Kaká, Özil, Lass Diarra, Coentrão e Khedira ocuparão dois postos no meio.
Confira as possíveis escalações:
Real Madrid: Casillas, Arbeloa, Sergio Ramos, Pepe e Marcelo; Xabi Alonso, Khedira e Özil (Lass ou Kaká); Di María, Benzema (Higuaín) e Cristiano Ronaldo. Técnico: José Mourinho.
Barcelona: Valdés, Daniel Alves, Piqué, Puyol e Abidal; Busquets, Xavi e Iniesta; Pedro, Messi e Villa. Técnico: Josep Guardiola.

Fonte: Globo Esporte